quinta-feira, março 27, 2008

Dinheiro e felicidade


A minha antiga e incessante busca por exemplares dos livros infantis de Lobato editados pela Companhia Editora Nacional me reservava uma grata surpresa. O correio de hoje me trouxe um livro comprado num sebo pela internet que superou minhas expectativas por sua excelente conservação.

Dez reais (mais $5,50 do frete) que deixaram meu dia bem feliz.

E dizem que dinheiro não compra felicidade? Compra sim, e chega pelos correios!

Quanto a saber encontrar a felicidade nas coisas simples, aí já são outros quinhentos...

7 comentários:

Urupês disse...

Belo exemplar

seis passeios pelos bosques da ficção disse...

Ahhh Monteiro Lobato!! Embalou a minha infãncia não só nos livros mas também no original do Sìtio do Pica Pau Amarelo...qdo programas de Tv para crianças tinham algum conteúdo....bons tempos.

Leticia disse...

Fucei os alfarrábios de mamã, e não encontrei mais nada a respeito. Só livros lindíssimos da Livraria Quaresma (acho que era do RJ). Mas mamã jura de pés juntos que tinha "Emília no País da Gramática", que deve ter sumido nos imbróglios familiares, sacumequié.

Janaina disse...

Fora que saber encontrar a felicidade em detalhes pequenos não é para todos...
bj

Jussara Gehrke disse...

pois é, a felicidade está pertinho, pode ser comprada sim com dinheiro, mas nem precisa de muito, não é?

tenho uma edição especial das obras completas de Monteiro Lobato que saiu com capa de couro e papel biblia, muito lindo, mas dificil de ler, gostoso mesmo são essas edições que lemos na nossa infancia...

beijo
Juju

Dia 22 de Abril é o Dia da Terra. Precisamos rever e refletir sobre as nossas ações. Blogagem coletiva no dia 21, participe e divulgue.
Lá no meu blog tem links, faça sua parte.

Fábio Mayer disse...

Foi de felkicidade em felicidade assim que o José Mindlin montou a feliz biblioteca dele...

Ana Ramon disse...

Aprecio imenso essa particularidade de encontrar a felicidade nas pequenas coisas do dia-a-dia que só os homens sábios conseguem ter.
Mas a tal distância oceânica é mesmo tramada... tenho andado aqui às voltas a pensar que local será esse chamado sebo e onde se podem comprar livros??
:)))))))))
Muitos beijinhos