segunda-feira, novembro 05, 2007

Desculpa esfarrapada

Escutei uma piada esses dias que me fez cair na gargalhada:


"Um camarada entra em um banheiro público e vê dentro de um vaso recém utilizado uma nota de cinco reais que alguém deixou cair. Ele fica olhando, olhando e pensa consigo: 'Ora, enfiar a mão na merda por causa de cinco reais?'. Já está perto da porta, quando repentinamente tem uma idéia: volta até a privada, tira uma nota de 50 da carteira e também joga lá dentro. 'Bem, por 55 reais vale a pena enfiar a mão na merda.' "


Depois fiquei pensando que fazemos isso todo dia, nos enganando com essas desculpas esfarrapadas que tentam justificar perante nossa consciência aqueles atos que condenamos nos outros. Faça o que eu digo, tatati, tatatá...


Quantas vezes na vida não enfiamos a mão na merda por nossa conta e risco?


6 comentários:

seis passeios pelos bosques da ficção disse...

Olá! Obrigada pela visita ao meu blog. qto a postar um texto do Jabor e não o meu, é simples...estou totalmente sem tempo para atualizar o blog, pra não deixar ele sem nada, coloco textos que acho pertinentes às coisas que gosto. Posso colocar textos especificos, que nem sempre as pessoas achariam apenas pelo Google.

Glaucia disse...

Olha Ri, eu tenho outra visão da mesma situação. Ouvi essa fábula (apesar de meio nojenta) em uma palestra para representantes de vendas. O que o palestrante queria dizer é que muitas vezes não nos esforçamos o suficiente, achando que a recompensa é pequena. Então precisamos aprender a nos auto-estimular sempre, para garimpar pequenas, e grandes oportunidades também. Acho pertinente. Nem sempre colocar a mão na merda é opção nossa, mas ás vezes podemos tirar sim bom proveito dela.
BJKSSS

Kandy disse...

A Gláucia acabou de provar o que escrevi no comentário ao texto das Torres Gêmeas. Para ela, o reflexo da história é diferente.

Eu, sinceramente, não colocaria a não no vaso sanitário da sua história nem por R$ 55 nem por R$ 100. Um antigo chefe português que tive sempre dizia que as pessoas, todas, têm um preço. Umas mais alto, outras mais baixo. Não sei. Mas precisaria ter muito, muito mais nesse vaso para eu me sujeitar a colocar a mão nele. E tomara que continue assim. ;-)

Leticia disse...

Kandy, depende muito. Vai que você está na pindaíba, e não tem dinheiro pra voltar pra casa, e está chovendo, e...

Além disso, as notas hoje são de práááááástico, e tem o sabãozinho da pia, e...

Brincadeira. Tem gente que se sujeta a qualquer coisa, e de graça.

Fábio Mayer disse...

Teve um "ator e cineasta" que disse que é preciso que governantes ponham a mão da m... mesmo, que é da atividade...

...Ou coisa parecida.

Deixemos a m... para os políticos, por 5 pilas eu não me sujeitava a sujar outros ricos 50tinha!

Janaína Perez disse...

concordo com o comentário anterior...:)